Banner

Quem deseja estar bem preparado para os quatro dias do feriado de carnaval, com disposição para enfrentar a maratona de atividades das festas momescas,  precisa estar bem alimentado.

Marisa Diniz Graça,  a nutricionista dos hospitais Bandeirantes e Leforte, explica que, para aqueles que não tem o costume de passar tantos dias na folia, o ideal é que o preparo comece pelo menos 10 dias antes.

Ainda dá tempo de você seguir as dicas da nutricionista, confira!

Marisa dá informações importantes para quem vai desfilar, para que vai correr atrás dos blocos e também para aqueles que irão viajar. E as regras são simples: comer a cada três horas em porções pequenas, ingerir muito líquido (água e sucos naturais), evitar frituras e comidas gordurosas e industrializadas e refrigerantes. Quando o assunto é bebida alcoólica, ela também dicas que ajudam a minimizar aquela ressaca no dia seguinte.

Para quem vai para a avenida as dicas são:
– Preparar-se 10 dias antes com uma dieta leve e equilibrada;
– Comer em intervalo de três em três horas
– Para ter energia e disposição é recomendado a ingestão de carboidratos, mas de preferência integrais. Por exemplo: massa, batata, arroz e frutas, principais fontes de energia.
– Ingerir proteína é extremamente importante, já que a mesma é responsável pela saciedade. Estão no grupo de proteínas recomendadas: Carnes, ovos, leite, peixe e frango
– Hidratar-se: água, água de coco, suco de fruta natural (evite sucos de caixinha)
– Exclua as frituras da dieta, as preparações gordurosas, os gratinados e principalmente o açúcar
– Três dias antes do desfile é essencial aumentar a quantidade de carboidratos integrais (para acumular energia) e de proteínas. Evite carne vermelha e dê preferência para o peixe e frango;
– É indicado levar um lanchinho para antes do desfile. Um exemplo é a barrinha de proteínas, levando em consideração que seja uma barra com no mínimo 30 gramas de proteína e que contenha outros componentes como cálcio, fibras e algumas vitaminas, garantindo assim energia para o corpo.
– Para não ter aquele desconforto que a câimbra causa, a dica é comer alimentos ricos em potássio, cálcio, magnésio.

Para manter o pique nos bloquinhos de rua:
– Cardápio equilibrado. Isso quer dizer: evite frituras e comidas de rua. Prefira o bom e velho arroz com feijão e não esqueça da salada.
– Alimentar-se a cada três horas
– Boa hidratação
– Sono tranquilo e reparador
– Invista na ingestão de carboidratos integrais e proteínas de fácil digestão (peixe e frango)
– Para minimizar os efeitos da embriaguez intercale um copo de bebida alcoólica com um copo de água. A hidratação é importante para manter as funções cerebrais.
– Cuidados com para quem for comer na rua. É importante observar as condições higiênicas do local, observar a conduta de quem te serve, se os cabelos estão presos de forma protegida, unhas tem que estar limpas etc. Dessa forma você evita uma possível intoxicação alimentar.

Para quem vai viajar, curtir na praia ou interior. Atente-se a essas dicas:
– Existem alimentos que ajudam na proteção solar e que são fáceis de colocar nosso cardápio, compostos por antioxidantes, por exemplo: Amêndoas, nozes e castanha alimentos esses que ajudam proteger as células dos raios ultravioleta e outros fatores ambientais que geram radicais livres, que causam o envelhecimento da pele após exposição solar.
– A melhor opção para esse público é a hidratação e alimentos leves. A água de coco é a mais indicada para a hidratação, mas é importante observar se o coco vem limpo, e as condições higiênicas do local pois este também veicular microrganismos.
– Durante o dia coma frutas variadas – no mínimo quatro tipos.
– O queridinho açaí com banana é muito bem-vindo, considerado uma boa fonte de energia.

Share.

Leave A Reply