Banner


chef

Uma das principais empresas de de alimentos do país, a Bunge Brasil, acaba de divulgar  parceria firmada com o  IGA – Instituto Gastronômico das Américas, visando a valorização profissional e o desenvolvimento de talentos na gastronomia.Filipe Affonso VP Bunge

“Nossa parceria se dá por meio da Academia Bunge. Temos chefs de cozinha que são reconhecidos nacionalmente por desenvolver e aprimorar técnicas e soluções que agregam praticidade e qualidade a padarias, confeitarias e restaurantes”, destaca Filipe Affonso Ferreira, vice-presidente de Alimentos & Ingredientes da Bunge Brasil. A Academia Bunge é um espaço de inovação, capacitação e apoio ao desenvolvimento do setor de food service, bem como dos profissionais do segmento.

Com 32 escolas e mais de sete mil alunos no Brasil, o objetivo do IGA é oferecer oportunidade a todos que querem se especializar na arte de cozinhar. A partir da união entre as empresas, os professores do IGA passam a se aperfeiçoar cada vez mais, por meio de cursos e palestras realizados periodicamente pela Academia Bunge. Nos últimos meses, mais de 30 chefs do IGA já foram capacitados.

luiz-farias-bunge“Esse intercâmbio de expertises é extremamente positivo e a Bunge acredita no desenvolvimento de novos profissionais, por isso escolhemos o IGA como parceiro para investirmos na ampliação do acesso à informação e técnicas gastronômicas, principalmente em confeitaria e panificação.” – afirma o Chef Luiz Farias, Gerente Nacional de Serviço de Atendimento ao Cliente Bunge e Master Chef da Academia Bunge, que contribui com seu know how para os treinamentos.

Com cursos acessíveis tanto para donas de casa, quanto para crianças e também para os futuros chefs, o IGA preza pela qualidade de ensino e dos produtos utilizados nas aulas. “Como parceira, a Bunge nos ajuda a democratizar a gastronomia, proporcionando treinamento da Academia aos nossos chefs professores, focando na utilização diferenciada dos ingredientes de suas marcas, o que gera uma importante padronização das receitas e nivelação dos conteúdos apresentados”, afirma André Otero, Coordenador Acadêmico do IGA no Brasil.

Share.

Comments are closed.