Banner

nutricionistas
Há dois dias atrás (01/11), a Proteste  divulgou um estudo sobre a atuação dos Nutricionistas.  Sob o título “Cuidado: Dietas prescritas por nutricionistas podem não ser confiáveis”, a associação declarou que por meio de um estudo de cenário detectou que 45% dos profissionais  consultados  prescreveram dietas desequilibradas, algumas de baixo valor calórico mesmo para quem não precisava emagrecer, e com restrição de grupos alimentares importantes, como carboidratos.
Clique aqui para ver a íntegra da matéria 

Em resposta, o Sistema Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas divulgou nota em que declara que discordar do estudo realizado pela  Proteste, afirmando que  as  informações apresentadas e a metodologia utilizada  pela Proteste basearam-se numa amostragem irrisória, quando comparada ao número de nutricionistas devidamente habilitados e inscritos nos Conselhos Regionais de Nutricionistas de São Paulo e Rio de Janeiro. E concluem dizendo que “ adotarão medidas judiciais contra o estudo”.

Segundo os Conselhos o universo de nutricionistas inscritos é de mais de 100 mil profissionais e que portanto, o estudo da Proteste, que ouviu pessoas que foram a 40 consultas, não reflete a realidade brasileira. Concluem dizendo que “adotarão medidas judiciais contra o estudo”.
Clique aqui para ver integra da nota   

Não é a primeira vez que há contestação sobre os resultados obtidos em  estudos realizados pela PROTESTE, associação que tem como objetivo a  defesa  dos direitos dos consumidores e integra  o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC), coordenado pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão vinculado ao Ministério da Justiça.

Share.

Leave A Reply