Banner

O Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos (Suiça) nesta semana (de 17 a 20 de janeiro), tem entre os seus convidados, pelo quarto ano consecutivo,  David Hertz, chef brasileiro e fundador da Gastromotiva, ONG que oferece cursos de gastronomia e cidadania para jovens de baixa renda no Brasil e no exterior.

david Hertz

Considerado pelo Fórum como um Young Global Leader e grande entusiasta da gastronomia como agente de transformação social, Hertz atua durante o evento participando da preparação de jantares,  palestras e promoção do trabalho da organização que dirige.

Nestes dias, o brasileiro irá preparar jantares reaproveitando “sobras” que iriam para o lixo com o apoio do jovem chef Luis Freire, morador do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. formado pela Gastromotiva e atual sous chef do Refettorio Gastromotiva, projeto social co-fundado durante as Olimpíadas do Rio por Hertz e Massimo Bottura, chef italiano do premiado restaurante Osteria Francescana, em Modena. Nos menus oferecidos gratuitamente estão pratos tipicamente brasileiros como feijoada, galinhada e moqueca

Hertz também participou do preparo do “Jantar Global” para chefes de Estado (evento que discute o combate à fome), realizado no primeiro dia do evento,  ao lado de profissionais de destaque internacional, como Jamie Oliver (chef celebridade inglês), Sam Kass (nutricionista e consultor de políticas nutricionais da Casa Branca durante o governo Barack Obama) e da chef Manal Al Alem (conhecida como a rainha da cozinha árabe).

Este é o quarto ano consecutivo que o chef brasileiro divulga o Movimento da Gastronomia Social  no Fórum Econômico Mundial e os projetos da Gastromotiva, realizados no Brasil e México. A novidade é que os bons resultados obtidos pela ONG estão levando o projeto neste ano de 2017 para a  África do Sul e  Argentina.

 

 

Share.

Leave A Reply